terça-feira, 28 de abril de 2015

Confirmado: Dilma quer evitar novo 'panelaço'


A presidente Dilma, do Partido dos Trabalhadores, não falará aos trabalhadores no Dia do Trabalhador.

A decisão de, pela primeira vez, não se dirigir ao povo em cadeia nacional de televisão no 1º de maio foi motivada pelo receio de um novo "panelaço", a exemplo do que ocorreu durante seu pronunciamento no Dia da Mulher. A justificativa oficial é de que ela quer explorar "novos modais" de comunicação, deixando gravado um depoimento em vídeo na internet.

A presidente da nação já não pode sair às ruas. Em suas raras aparições, precisa ser blindada por fortes esquemas de segurança e claques de militantes convocados para simular popularidade. Quando a população comum tem a oportunidade de se defrontar com a chefe do país, as vaias e os protestos são inevitáveis. Agora já não pode nem ser vista à distância, pela TV.

Uma líder que não pode aparecer. Uma presidente que não pode ser vista. A chefe suprema da nação precisa se manter escondida do povo que supõe liderar... Que momento surreal! O que, afinal, ainda sustenta Dilma Rousseff na presidência?








Nenhum comentário :

Postar um comentário

Seu comentário será exibido após análise do editor.