quarta-feira, 1 de abril de 2015

No velório do PT,
as velas já estão queimando.


O Partido ruma a seu fim. Pode demorar, mas seus dias estão contados. Deixará o cenário político brasileiro para entrar para a História como uma epopeia dantesca, que sutilmente emergiu das "bases", alçou-se à condição de redentor da nação por seus discursos pela ética e acabou corroído pela própria podridão.

Se as instituições democráticas brasileiras estão, de fato, consolidadas como se tem alardeado, essa legenda não subsistirá. Por mais ferozes que ainda venham a ser as bravatas de Lulas e Falcões e as intimidações dos Stédiles, os fatos, à luz da Lei, teimarão em escancarar a essência perversa dos propósitos e das práticas do lulo-petismo. Não demora para ser cassado seu registro, tantos são os crimes aos quais está relacionado. Se as instituições democráticas brasileiras estão, de fato, consolidadas como se tem alardeado.

O velório, entretanto, seria pouco prestigiado. Despedida triste mas coerente, porque, afinal, criminosos não costumam receber muitas homenagens.








Nenhum comentário :

Postar um comentário

Seu comentário será exibido após análise do editor.