terça-feira, 18 de agosto de 2015

Equilíbrio e moderação: ensinamentos de José Guimarães

Quanta vocação pra asneira!

O deputado José Guimarães (PT-CE), líder do governo petista na Câmara, irmão do mensaleiro José Genoino e conhecido pelo escândalo dos dólares nas cuecas, produziu novas pérolas ao criticar recentes declarações de Fernando Henrique Cardoso. O ex-presidente escreveu ontem, na sua página do Facebook, que Dilma deveria fazer um "gesto de grandeza", como renunciar ou assumir seus erros.

Guimarães, cuja miopia moral não lhe permite enxergar o próprio nariz, e que, com seu olfato prejudicado, não tem se incomodado com toda a porcalhada produzida no seio de seu partido, em especial pelo Grande Brahma, saiu-se com esta:

— A gente sempre espera equilíbrio e moderação de um ex-chefe da nação. Ele (FHC) deveria não enveredar por esse caminho golpista...

Nem parece que o boquirroto ex-presidente Lula é de seu partido. Alguém conhece "ex-chefe da nação" mais desequilibrado e sem moderação? Quantos palanques Brasil afora já balançaram sob os berros inflamados, as grosserias, os palavrões e as incitações à violência exauridos pelo Brahma? "A gente sempre espera equilíbrio e moderação de um ex-chefe da nação (exceto do nosso, claro) ..."

E como não poderia faltar em um pronunciamento petista, o mantra do "golpismo" permanece na pauta. É preciso repetir tantas vezes quanto possível que qualquer crítica, denúncia ou indignação com relação ao oceano de lama, à inépcia e absoluta incompetência que marcam o governo petista de Dilma Rousseff, sejam tidas como "golpe". Mesmo que respaldadas pela maior operação contra corrupção já desencadeada na história do país, a Lava Jato, que vem na esteira do mal resolvido Mensalão e já apontando esguichos para a Eletrobras, Angra III, Belo Monte, BNDES, obras no exterior, obras do PAC... Mesmo que referendadas pela menor aprovação de um presidente da história: espantosos 7%, abaixo dos 12% de Collor antes de seu impeachment. Mesmo que milhões de brasileiros já tenham saído três vezes às ruas só neste ano pedindo a destituição da presidente, nas maiores manifestações populares da história...

"É golpe!", ainda diz Guimarães, que, além de visão e olfato lesados, parece também não ouvir direito, e ainda padecer de certo déficit cognitivo que tem afetado letalmente seu senso de ridículo.








Nenhum comentário :

Postar um comentário

Seu comentário será exibido após análise do editor.